Empatia – O que podemos passar para as crianças?

Nosso trabalho é voltado para o entendimento do universo infanto-juvenil e suas infinitas possibilidades. Pensamos sempre em como podemos aprender cada dias mais sobre esse mundo e, para isso, precisamos também nos voltar para nós, adultos, referências e exemplos desses sujeitos.

Fala-se muito da empatia no universo adulto e em como devemos praticá-la no dia a dia. Mas será que realmente fazemos isso? E com nossos filhos, sobrinhos, primos, crianças ao nosso redor?  Praticamos a empatia com eles? Podemos pensar que não, mas muitas vezes servimos de espelho para os pequenos. E como nossas atitudes podem influenciar o agir deles?

A empatia pode ser ensinada e terá mais efeito se iniciado nos primeiros anos de vida do sujeito. O ato de se colocar no lugar do outro começa a partir do momento em que os responsáveis pelos cuidados dos pequenos se permitem ouvi-los e tentar compreende-los de forma integral. Qual sua atitude quando uma criança próxima a você começa a chorar? Você já julga como “pirraça” ou tenta entender o porquê do choro? Crianças muitas vezes não sabem elaborar seus sentimentos e, devido a isso, utilizam outras formas de comunicação para tentar enviar uma mensagem, seja de desconforto, de dor, de necessidade de carinho e até mesmo de “birra”.

Quando acolhemos seus sofrimentos e sentimentos, respeitamos sua individualidade e mostramos nosso interesse e preocupação da vida dos pequenos.  Para que as crianças valorizem a perspectiva dos outros e ajam com empatia para com os outros, é necessário demonstrar para eles que o bem estar dos outros é tão importante quando o bem estar dela própria, pois a individualidade e o egoísmo são contrários à esses exercícios. Como mencionado acima, a criança só vai começar a se colocar no lugar do outro quando ela já viveu um momento em que ela era “o centro das atencoes” e que os outros se importavam com ela, quando nos primeiros contatos sociais dela, os outros também fizeram esse movimento junto a ela.

A empatia é fundamental para o desenvolvimento das habilidades interpessoais e na melhoria na qualidade das relações. Nós, adultos, com nossas expressões, atitudes e comportamentos somos importantes influenciadores nos comportamentos e desenvolvimento emocional das crianças e, portanto, devemos incentivar e cultivar a empatia com nossos pequenos para que possamos vislumbrar futuros adultos mais sensíveis e mais humanos.

 

altruismo

Fonte: http://tudosobreminhamae.com/blog/2017/9/2/5-dicas-para-cultivar-a-empatia-nas-crianas

Kaíza Oliva Donadia
CRP 16/4340
Psicoterapia e Orientação Profissional e de Carreira

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s