Adolescer!

Adolescente é tudo chato, só reclama de tudo, instável e não querem saber nada com nada. Na minha época…

Peraí, gente! Não é bem assim. Adolescência nada mais é do que uma fase da vida em que há transição do mundo infantil para o mundo adulto. E com isso advém grandes mudanças: biológicas, sociais e psicológicas. Não há um consenso de quando começa ou termina, mas em geral, abrange a faixa etária dos 12 aos 18 anos.

Freud fala de três grandes lutos na adolescência: do corpo da infância (mudanças biológicas), dos pais (retira os da posição de heróis idealizados e os enxerga como as pessoas que realmente são) e das relações e pela identidade infantil (assumir mais responsabilidades e ver-se em outra etapa da vida).

Esse período irá trazer crises psicológicas, um processo de autoconhecimento, marcado por uma grande pergunta que nunca é respondida completamente: Quem sou eu? Em busca de uma identidade, o adolescente experimenta muitas coisas diferentes. Um dia é rockeiro, na manhã seguinte é evangélico, e na próxima semana prefere não ser nenhum dos dois. Além daqueles vícios por ouvir apenas uma música ou assistir um filme. Dessa maneira, o indivíduo vai percebendo aquilo que lhe faz sentido ou não.

No âmbito social, o adolescente passa a ter um relacionamento cada vez mais estreito com seu grupo de pares, isso é, seus amigos. Distancia-se da família, o que não significa que ela deixa de ser importante, continua sendo sua referência, mas há embates e conflitos que podem surgir diante do posicionamento do adolescente. Esse distanciamento é necessário para distinguir aquilo que é seu o que é da família. Winnicott fala de um grupo de pares funcionando como objeto transicional.

Por fim, as mudanças biológicas que são aparentes em cada sexo: aparição de pelos, barba, engrossamento da voz, alargamento dos ombros, aumento peniano e testicular nos meninos e nas meninas crescimento de mamas, menstruação, quadril mais alargado e cintura mais fina, pelos e maturação da vagina. O crescimento em estatura é chamado de estirão, e dá-se primeiro nas meninas aquele período que as meninas ficam mais altas para o descontentamento dos meninos até o período da menarca (primeira menstruação), e nos meninos é um pouco mais tardia, alcançando a altura adulta até o fim da adolescência.

O cérebro também se transforma, desenvolvendo principalmente a parte o córtex pré-frontal, que é responsável pelas funções executivas como a inibição de impulsos, concentração e planejamento. Essa maturação termina por volta dos 25 anos de idade, o que justificaria o aumento da faixa etária da adolescência. Dessa maneira, o adolescente começa a ter maior capacidade de abstração, raciocínio e reflexão. Por outro lado, os adolescentes possuem mais receptores de dopamina que os adultos, o que é o sistema de recompensa responsável pelo prazer, o que norteia comportamentos típicos, a busca por novidades e comportamentos de risco.

A adolescência é um período essencial para o desenvolvimento humano, onde essa busca por identidade irá preparar o indivíduo para o mundo adulto, com alguns nortes de quem ele é, o que quer fazer para sobreviver, e com qual estilo de vida mais se identifica. É um momento riquíssimo e cheio de possibilidades, muitas vezes escondido por rótulos de “chatos”, “insuportáveis”, “revoltados”…  Também é um momento de descobertas, e por vezes difícil, pois os tratam ora como crianças e ora como adultos. São muitas novidades a serem digeridas.

Texto escrito por:
Juliana S. Farias é psicóloga formada pela Universidade Federal de São Paulo (CRP: 06/130659). Pós-graduanda em adolescência e formação em Terapia Cognitivo-Comportamental.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s