Psicoterapia ou Orientação Profissional? Algumas informações para entender as diferenças (e semelhanças) desses serviços!

OP1

O primeiro ponto que precisamos deixar bem claro antes de falarmos sobre o assunto é que a psicoterapia não exclui um processo de orientação profissional e vice-versa, ok? Uma pessoa pode realizar esses dois serviços simultaneamente ou em tempos diferentes. A ideia aqui é explicar um pouco sobre os dois, já que às vezes existe uma certa confusão sobre estes serviços.

Então, até onde vai a psicoterapia e quando é pertinente buscar orientação profissional? Quem são esses profissionais e como acontece esse processo? Qual é a fronteira entre um e outro?

Pra começar, vamos lá:

Psicoterapia: o que você também pode chamar de terapia e alguns podem falar “análise”. É um atendimento feito por um psicólogo com o intuito de produzir saúde e bem estar pra pessoa que busca este serviço. Então eu vou pro psicólogo pra desabafar? Podem existir momentos que sim, que vai ser necessário falar um pouco (desabafar) sobre uma situação que ocorreu em sua vida, mas a psicoterapia é muito mais que isso, nós realizamos intervenções através do que é trazido pelo paciente, o que pode desencadear uma sensação de leveza quando se sai da terapia, mas também pode produzir um certo incômodo (necessário pro processo).

Comumente, uma pessoa busca psicoterapia no momento em que percebe que:

  • encontra-se em uma situação difícil da vida, acha que no desenrolar das situações cotidianas as coisas não têm acontecido de uma forma saudável;
  • apresenta alguma dificuldade que a incomoda: não tem conseguido se concentrar em sala de aula, tem dificuldade de se expor, dificuldade em lidar com pontos de vista diferentes, é muito explosivo em qualquer situação diária…
  • está passando por algum luto: Alguém da família ou alguém querido faleceu, algum relacionamento amoroso ou de amizade está enfraquecido ou se rompeu ou até mesmo está em luto por ter sido demitido ou optado por mudar de emprego;
  • conflitos familiares: em casa não está legal, tem tido problemas com os pais, irmãos, primos, tios… existem conflitos de valores e de ideias que tem desenrolado em discussões que não estão fazendo bem;
  • traumas: passou por alguma situação muito marcante durante a vida e que incomoda até hoje, mas nunca teve coragem ou conseguiu contar pra alguém;
  • ou até mesmo por querer trabalhar o autoconhecimento: acha pertinente entender-se para conseguir tomar decisões interessantes, fazer escolhas mais ajustadas ao seu estilo de vida.

Esta lista não finaliza aqui, estes são só alguns exemplos, existem vários outros motivos para alguém querer buscar ajuda profissional de um psicólogo. E é interessante saber que pedir ajuda é um ato de coragem e otimismo. Não tem nada de feio e/ou errado em buscar ajuda, não é?

A psicoterapia é realizada por um psicólogo e que pode seguir alguma das diversas linhas teóricas existentes, dessa forma pode-se perceber diferenças na forma que os psicólogos vão conduzir os atendimentos, mas o interessante é escolher um em que você sinta confiança e que esteja devidamente cadastrado no conselho de Psicologia. Existe alguma linha teórica melhor que as outras? Não. Todas são interessantes e possuem embasamento para a prática, o mais legal é você se identificar! Algumas das linhas que você já pode ter escutado falar: psicanálise, psicologia comportalmental, gestalt terapia, psicologia analítica, psicologia corporal, dentre outras.

E a orientação profissional? Como seria?

OP2

A orientação profissional pode ser feita de várias formas, vai depender do profissional psicólogo, sua formação, seus valores, seus estudos na área. Mas, claro, é importante estar ligado se o profissional é ético, regularizado e se, claro, você se identifica com ele.

Neste tipo de serviço, existe um foco delineado: trabalhar questões relacionadas à identidade profissional do sujeito, o trabalho, a carreira, o futuro profissional (diferente da psicoterapia que vai de acordo com as questões que o paciente traz, o que pode diferir muito de um paciente pro outro).

Mas você poderia perguntar se é possível falar sobre trabalho, carreira, futuro profissional sem falar sobre a minha história de vida, sobre questões familiares, sobre minhas angústias? Este é um grande desafio tanto para o psicólogo quanto para o paciente em processo de Orientação Profissional, pois, claro, durante a conversa com o psicólogo vão surgir assuntos sobre a vida do sujeito e isso é muito importante, mas o atendimento sempre será direcionado para o assunto principal: orientação PROFISSIONAL. Porém, é certo que, caso as demandas fora do assunto da orientação profissional sejam muitas, o psicólogo pode e deve indicar um encaminhamento para psicoterapia.

Alguns assuntos que podem ser trabalhados na Orientação Profissional:

  • autoconhecimento: é muito importante se conhecer, entender seus gostos e vontades, suas habilidades, suas influências familiares e sociais, expectativas, para que se possa alinhar essas questões com seu planejamento futuro de carreira;
  • escolhas: é interessante entender e dar-se conta de como são feitas as escolhas de qualquer coisa em sua vida para que se possa entender também sobre suas escolhas em relação ao trabalho. Como você escolhe um namorado, um restaurante ou um filme pode falar muito sobre você e seu futuro;
  • informação profissional: Conhecer sobre as instituições de ensino (universidades públicas e faculdade particulares), os cursos (grade curricular, buscar sobre a experiência de pessoas que fizeram o curso, o que tem sido estudado atualmente), o mercado de trabalho (existe oferta de trabalho na área em que quero trabalhar? Como está a economia em relação a este tipo de trabalho? Salário? Onde posso atuar?) são informações necessárias para que se possa escolher um futuro de forma consciente;
  • futuro: Fazer o exercício de se imaginar daqui alguns anos é uma tarefa bacana pra quem está pensando em futuro (imaginar onde quer estar, fazendo o que, morando onde, estilo de vida…), este exercício faz com que a pessoa pense nas consequências das suas escolhas.

Outros assuntos e formas de trabalhar a orientação profissional podem surgir, vai depender do andamento dos atendimentos e do profissional que está conduzindo. Neste sentido, este serviço tem o objetivo de trabalhar de forma preventiva, (o que é isso? Trabalha-se prevenção, a pessoa tem a oportunidade de pensar futuro profissional antes de começar a realmente ter uma vida profissional, isso faz com que ele consiga ter mais maturidade e confiança para estar no mundo do trabalho).

Isso tudo e muito mais pode ser feito através de um espaço de conversa composto por psicólogo e paciente. Alguns profissionais também utilizam testes, questionários, escalas ou outras ferramentas. Cada psicólogo vai direcionar de uma forma. O teste não vai garantir nenhuma resposta mágica para suas questões, ele é somente uma ferramenta para auxiliar.

E existe um outro detalhe, a orientação profissional tem um fim em curto ou médio prazo, não é algo que se estende por muitos meses, já que a intenção deste trabalho é alcançar algumas escolhas e conhecimentos sobre o universo do trabalho. Então, quando a pessoa estiver esclarecida sobre estas questões, o processo já pode ser finalizado para que ela siga e percorra seu caminho, lembrando sempre que caso sinta necessidade ou tenha sido encaminhada pelo psicólogo, pode se iniciar um processo de psicoterapia.

Resumo:

A busca por ajuda profissional de um psicólogo pode se fazer por diversos motivos. O intuito deste texto é esclarecer sobre duas possibilidades de atuação de um psicólogo: a orientação profissional e a psicoterapia. Saber a diferença entre psicoterapia e orientação profissional pode auxiliar na escolha por um profissional adequado. Nem todos os profissionais que fazem orientação profissional fazem psicoterapia e nem todos os que fazem psicoterapia fazem orientação profissional. Então, até onde vai a orientação profissional e quando é pertinente buscar psicoterapia? Quais são as diferenças e semelhanças destas formas de atuação do psicólogo?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s